Jornal do Comércio >> Vendas do Dia das Crianças devem avançar 5% neste ano

As vendas do varejo gaúcho para o Dia das Crianças, em 12 de outubro, devem apresentar alta real de 5% na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo avaliação divulgada ontem pela Fecomércio-RS, importantes movimentos contribuem para essa projeção, entre eles o comportamento de preços dos brinquedos, que, nos últimos 12 meses até agosto/2017, acompanhou a variação média da economia, com uma alta de 2,02%. A dinâmica dos preços dos brinquedos também contou com a ajuda do câmbio, variável importante de grande influência na definição de preços dos importados.

Também pesa na estimativa da Fecomércio-RS o cenário de melhora da economia, ainda que tímida, que se refletiu em um menor pessimismo entre os consumidores. “A conjuntura de juros mais baixos e inadimplência em queda completa um cenário favorável para as vendas”, ressaltou o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. Ele lembrou, no entanto, que a projeção de alta para 2017 ocorre sobre uma fraca base de comparação de 2016. Além dos brinquedos, outros setores do comércio varejista, como vestuário, calçados, jogos e eletrônicos, devem sentir reflexos positivos nas vendas neste 12 de outubro.

O fator demográfico, mais uma vez, surge como limitante às vendas para o público infantil. Segundo o IBGE, no intervalo de apenas um ano, entre 2016 e 2017, a população gaúcha com até 14 anos deve cair 1,8%, percentual que chega a uma redução de 20,7% se comparado ao ano 2000. “Junto ao fator demográfico, os lojistas terão o desafio de vender para um consumidor que aos poucos volta a ter confiança em comprar”, afirma Bohn.

O cenário com aumento da confiança, mas ainda restritivo, está muito atrelado a uma melhora no mercado de trabalho. No segundo trimestre de 2017, a taxa de desocupação no Rio Grande do Sul foi de 8,4%, resultado que reflete o aumento na ocupação principalmente nos postos sem carteira assinada – o que evidencia a dificuldade na geração de vagas formais. Já a massa de rendimentos apresentou aumento real de 3,3% na comparação 2017/2016.

Neste ano, outro elemento que contribui para as vendas é a maior disponibilidade de renda para fazer compras. O comprometimento da renda com dívidas é menor do que no mesmo período do ano anterior. Segundo Bohn, esse cenário de recuperação gradual da economia tem impactado a intenção de consumo das famílias no Estado. O indicador mensal da Fecomércio-RS que apura o nível de otimismo dos gaúchos chegou a 74,6 pontos em agosto/2017, acima do verificado em agosto/2016 (56,3 pontos).

 

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/587829-vendas-do-dia-das-criancas-devem-avancar-5-neste-ano.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!