Jornal do Comércio >> Bolsas da Europa fecham em alta, de olho em dados e em discurso do BoE

As bolsas europeias fecharam em alta nesta sexta-feira (29), após alguns indicadores importantes na região. Além disso, o presidente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Mark Carney, sinalizou que uma elevação de juros está mais perto no Reino Unido. O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,32%, a 387,59 pontos. Na comparação semanal, houve ganho de 1,14%.

Na agenda de indicadores, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro subiu 1,5% em setembro, na comparação com igual mês de 2016, repetindo a variação de agosto. Analistas previam 1,6%, mas a leitura acabou ainda mais distante da meta de quase 2% do Banco Central Europeu (BCE), o que pode levar a instituição a ter ainda mais cautela quando for começar a retirar seus estímulos.

No Reino Unido, o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 1,5% no segundo trimestre, segundo revisão de hoje, um pouco abaixo da alta de 1,7% antes calculada. Na Alemanha, as vendas no varejo tiveram queda de 0,4% no mês de agosto, após ajustes.

Carney, por sua vez, afirmou que o BoE provavelmente elevará sua taxa básica de juros, caso a economia mantenha o ritmo atual. A libra, porém, perdeu força durante o pregão, o que é positivo para as companhias exportadoras do Reino Unido.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,68%, em 7.372,76 pontos. Na comparação semanal, o índice subiu 0,85%. Lloyds teve ganho de 0,76% e Barclays avançou 0,60%, entre os bancos. No setor de mineração, Anglo American e Antofagasta subiram 2,64% e 2,21%, respectivamente.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,98%, a 12.828,86 pontos, e na semana teve ganho de 1,88%. E.ON se destacou e subiu 2,31%, entre as mais negociadas, e Deutsche Bank avançou 1,81%. Commerzbank teve alta de 1,50%.

Na bolsa de Paris, o índice CAC-40 avançou 0,68%, chegando a 5.329,81 pontos. Na semana, o CAC-40 avançou 0,68%. Total subiu 0,51% e Orange ganhou 0,29%, mas Électricité de France recuou 3,25%. BNP Paribas subiu 0,86%.

O índice FTSE-MIB, da bolsa de Milão, fechou com ganho de 0,48%, a 22.696,32 pontos. Na semana, o índice ganhou 0,73%. Intesa Sanpaolo subiu 0,20% e Enel avançou 1,09%, enquanto Fiat teve ganho de 2,09%.

Na bolsa de Madri, o índice IBEX-35 teve alta de 0,51%, a 10.381,50 pontos. O IBEX-35 avançou 0,74% na comparação semanal. Entre os bancos espanhóis, Santander, BBVA e CaixaBank subiram 0,29%, 1,11% e 0,09%, respectivamente, mas Banco de Sabadell recuou 0,11%. Iberdrola teve alta de 0,55%, no setor de energia.

Em Lisboa, o índice PSI-20 fechou em alta de 0,63%, a 5.409,58 pontos, e na semana ganhou 1,87%. Banco Comercial Português subiu 0,53% e Altri ganhou 3,91%, enquanto Galp Energia recuou 0,60%.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/588292-bolsas-a-europa-fecham-em-alta-de-olho-em-dados-e-em-discurso-do-boe.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!