Jornal do Comércio >> Juros futuros caem pressionadas por dólar após dado dos EUA

Os juros futuros se enfraqueceram nesta sexta-feira (29) na esteira do dólar, que registrou mínimas ante o real. A moeda norte-americana se enfraqueceu após o anúncio do dado do PCE de agosto, índice de inflação preferido pelo Federal Reserve (Fed, o BC norte-americano) nos Estados Unidos.

O núcleo do índice avançou menos que o esperado na comparação mensal, disse um operador de câmbio, ressaltando que o dado serve de pretexto para atuação de tesourarias e exportadores na ponta de venda, contribuindo para o enfraquecimento da Ptax desta sexta, a última de setembro. Nas mínimas, o dólar à vista caiu aos R$ 3,1666 (-0,53%) e o dólar para novembro, a R$ 3,1790 (-0,55%).

Às 9h49min, o DI para janeiro de 2019 estava a 7,26%, mesmo nível do ajuste de quinta; o DI para janeiro de 2020 exibia 8,09%, de 8,13% no ajuste anterior; e o DI para janeiro de 2021 estava em 8,79%, de 8,83% no ajuste de quinta. No câmbio, o dólar à vista recuava 0,37%, a R$ 3,1717. No mercado futuro, o contrato de dólar para novembro caía 0,38%, aos R$ 3,1845l

No trimestre encerrado em julho, a taxa de desemprego estava em 12,8%. No trimestre terminado em agosto de 2016, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua foi de 11,8%.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/economia/588256-juros-futuros-caem-pressionadas-por-dolar-apos-dado-dos-eua.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!