Jornal do Comércio >> Aneel pode rever suspensão da instalação de termelétrica em Rio Grande

Em reunião com Sartori, Rufino (d, cumprimentando o governador) disse que revogação pode ser revista

LUIS CHAVES/PALÁCIO PIRATINI/JC

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) pode reverter a decisão que revogou a instalação de uma usina termelétrica a gás natural liquefeito (GNL) em Rio Grande, no Sul do Estado. O empreendimento envolve investimento de mais de R$ 3 bilhões. A confirmação foi feita nesta quarta-feira (1º) pelo diretor-geral da agência reguladora, Romeu Donizete Rufino, em reunião com o governador José Ivo Sartori (PMDB). O chefe do Executivo gaúcho lidera a comitiva que está em Brasília para tentar garantir a realização da obra.

Contratada em um leilão da agência reguladora em 2014, a termelétrica deveria entrar em operação em 2019, porém teve a concessão revogada pela Aneel no início de outubro devido a dificuldades da Bolognesi, vencedora da licitação, em construir a termelétrica. Na época, a empresa estava prestes a transferir o projeto ao Fortress Investment Group, dos Estados Unidos, mas os diretores da agência entenderam que ainda assim haveria riscos de o empreendimento não ser viabilizado.

Durante a reunião, que foi acompanhada pelo ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, Sartori salientou a importância do projeto para o Estado. “Temos a necessidade de maior oferta de gás e deixamos de atrair investimentos em função da defasagem de abastecimento. A usina vai gerar um terço da energia que consumimos”, afirmou o governador.

Segundo a assessoria do governo gaúcho, o diretor-geral da Aneel teria afirmado que a Aneel tem “sensibilidade de entender a importância da usina para o setor elétrico e para os gaúchos”. O relator do recurso apresentado pelo Estado, André Pepitone da Nóbrega, teria condicionado a mudança na decisão à garantia da troca do controlador da usina. Os secretários estaduais de Minas e Energia, Artur Lemos Júnior, e o da Casa Civil, Fábio Branco, os senadores Ana Amélia (PP) e Lasier Martins (PSD), deputados estaduais e federais gaúchos e o prefeito de Rio Grande, Alexandre Lindemeyer (PT) acompanharam a reunião.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/11/economia/594189-aneel-pode-rever-suspensao-da-instalacao-de-termeletrica-em-rio-grande.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!