Jornal do Comércio >> Cesta Básica de Porto Alegre sobe 2,33% e é a mais cara do País em outubro

A cesta básica de Porto Alegre subiu 2,33% no mês de outubro, passando a custar R$ 446,87, a mais cara do País. Em setembro, o valor era de R$ 436,68. Conforme dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgados nesta quarta-feira (1), no ano, a cesta na Capital registra queda de 2,65% e retração de 6,53% em 12 meses.

Dos treze produtos que compõem o conjunto de gêneros alimentícios essenciais, seis registraram alta na avaliação mensal: o tomate (16,02%), a batata (15,04%), a banana (2,86%), o café (1,51%), o leite (1,06%) e o óleo de soja (0,26%). Em sentido inverso, cinco itens ficaram mais baratos: a farinha (-1,86%), o açúcar (-1,54%), o arroz (-1,46%), a carne (-0,23%) e a manteiga (-0,11%). Já o feijão e o pão não registraram variação de preço.

Nacionalmente, o preço da cesta bácisa apresentou queda em 11 das 21 cidades onde o Dieese realiza a pesquisa. As reduções mais expressivas foram registradas em Goiânia (-2,79%), Maceió (-2,52%) e Manaus (-1,77%).

Em outras 10 cidades, a cesta apresentou alta. Porto Alegre foi a cidade com a cesta mais cara (R$ 446,87), seguida por São Paulo (R$ 428,13) e Rio de Janeiro (R$ 421,05). Os menores valores médios foram observados em Salvador (R$ 318,31), Natal (R$ 325,09) e Recife (R$ 325,96).

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/11/economia/594119-cesta-basica-de-porto-alegre-sobe-2-33-e-e-a-mais-cara-do-pais-em-outubro.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!