Jornal do Comércio >> Diferença de ativos entre Itaú e Bradesco aumenta com varejo do Citi

A diferença de ativos entre o Itaú Unibanco e o Bradesco se reduziria no terceiro trimestre deste ano não fosse a integração da operação de varejo do Citi. O montante foi a R$ 162,928 bilhões ao final de setembro, considerando a operação do banco americano, aumento de 3,7% em relação ao registrado no término de junho.

Sem considerar o varejo do Citi, cuja operação foi liquidada na terça-feira, 31 de outubro, e, portanto, só será incluída nos resultados do quarto trimestre do Itaú, a diferença em ativos em relação ao Bradesco cairia para R$ 154,328 bilhões. No trimestre, ambos tiveram ritmo de crescimento semelhante.

Os ativos totais do Itaú somaram R$ 1,466 trilhão no terceiro trimestre, 1,2% acima dos três meses anteriores, de R$ 1,448 trilhão. Na comparação com o terceiro trimestre de 2016, quando estavam em cerca de R$ 1,400 trilhão, houve aumento de 4,70%.

Já o Bradesco encerrou setembro com R$ 1,312 trilhão em ativos totais, alta de 1,6% em relação os três meses imediatamente anteriores, de R$ 1,291 trilhão. Na comparação com o terceiro trimestre de 2016, quando totalizavam R$ 1,270 trilhão, houve expansão de 3,3%.

No ano passado, o Bradesco teve impulso com os números do HSBC Brasil, enquanto o Itaú recebeu um reforço ao passar a consolidar os números da instituição resultante da união entre o Banco Itaú Chile e o CorpBanca, o Itaú CorpBanca.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-diferenca-de-ativos-entre-itau-e-bradesco-aumenta-com-varejo-do-citi.br_conteudo/2017/11/economia/594126-diferenca-de-ativos-entre-itau-e-bradesco-aumenta-com-varejo-do-citi.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!