Jornal do Comércio >> Dólar passa a subir com agenda externa no foco, após cair na abertura

O dólar se fortaleceu e subia discretamente ante o real nesta quarta-feira (1) de novembro, após recuar nos primeiros negócios em sintonia com a baixa predominante no exterior em relação a moedas emergentes e ligadas a commodities diante da firme valorização das commodities, como petróleo e cobre. Uma realização parcial de ganhos acumulados em mais de 3% ante o real também apoiou o sinal negativo mais cedo.

No entanto, segundo um operador de uma corretora, a virada para o lado positivo. pouco antes do fechamento deste texto, era influenciada pelo fortalecimento do dólar ante o iene, além da persistente valorização frente o euro e a libra no exterior, diante das expectativas pelos anúncios da reforma tributária e do nome do novo presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) a partir de fevereiro de 2018, que serão esperados para amanhã, quando será feriado no Brasil e os mercados ficarão fechados.

Às 9h39min, o dólar à vista subia 0,16%, aos R$ 3,2769. Na mínima, caiu aos R$ 3,2644 (-0,22%). O dólar futuro para dezembro avançava 0,17%, aos R$ 3,2895, ante mínima em R$ 3,2765 (-0,23%).

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-dolar-passa-a-subir-com-agenda-externa-no-foco-apos-cair-na-abertura.br_conteudo/2017/11/economia/594104-dolar-passa-a-subir-com-agenda-externa-no-foco-apos-cair-na-abertura.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!