Valor >> Bolsa sobe com exterior e Vale; dólar recua e sai na casa de R$ 3,26

SÃO PAULO  –  O mercado brasileiro de ações segue na tarde desta quarta-feira na tentativa de recuperar o patamar de 75 mil pontos, em linha com o movimento positivo das bolsas americanas e em um dia em que a Vale, maior volume financeiro e de importante peso no Ibovespa, registra relevante alta.

Às 13h30, o Ibovespa subia 0,67%, aos 74.808 pontos. O volume financeiro já era de R$ 3,56 bilhões, de um forte volume projetado de R$ 8,5 bilhões hoje. No intradia, o índice chegou à máxima de 75.199 pontos.

Entre os destaques positivos, Vale ON subia 3,21% e figurava entre as dez maiores altas do dia. Na ponta negativa, eram destaques as ações ON da Eletrobras (-5,35) e as PNBs (-4,70%).

Operadores continuam pontuando, porém, a importância do movimento no exterior para o desempenho do mercado local. Importante evento do dia ainda é também a decisão de política monetária do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos), prevista para às 16h (horário de Brasília).

Câmbio

O câmbio brasileiro volta a se alinhar a boa parte dos emergentes no início desta tarde. O dólar operava em baixa moderada, levando o real a um desempenho semelhante a do peso mexicano. Durante a manhã, entretanto, o mercado local foi alvo de ajustes em meio a cautela que prevalece antes do feriado no Brasil.

A ausência de negócios domésticos na quinta-feira coincide com a data prevista para o anúncio do novo presidente do Fed. O risco de um novo impulso para o dólar viria de um nome mais favorável a juros altos, como de John Taylor. Por outro lado, a escolha do diretor Jerome Powell, apontado como favorito na disputa, é visto como uma indicação de continuidade na política gradualista do banco.

O movimento mais defensivo também foi estimulado por novos sinais de atividade forte nos EUA. A ADP informou que o setor privado americano gerou 235 mil vagas em outubro, ante previsão de 190 mil. O resultado aumenta a expectativa com o relatório de empregos, na sexta-feira, ao indicar que a economia local continua a ganhar tração. Na máxima, o dólar alcançou, po ora, R$ 3,2925.

Depois desse pico, abriu-se espaço para o câmbio brasileiro acompanhar os pares. Hoje, os mercados monitoram a decisão de política monetária do banco central americano, que deve manter taxas inalteradas entre 1% e 1,25%. Pode ser que haja alguma sinalização mais clara sobre um possível aperto monetário em dezembro, algo já bem precificado nos mercados.

Às 13h34, o dólar comercial caía 0,25%, a R$ 3,2645.

O contrato futuro para dezembro, por sua vez, baixava 0,21%, a R$ 3,2770.

Juros

A alta dos juros futuros perde fôlego no começo da tarde desta quarta-feira. Além de contar com um dólar mais fraco, as taxas também enfrentam uma pressão menor vinda do leilão de títulos públicos.

Profissionais de mercado destacam que a oferta de papéis pelo Tesouro hoje foi menor que das últimas vezes. O Tesouro Nacional vendeu todos os 5,75 milhões de títulos públicos ofertados em leilão nesta quarta-feira. Foram 5 milhões de LTN, ante a oferta anterior de 8,5 milhões desses papéis. Já o tamanho do lote de LFT foi mantido em de 750 mil. 

A menor disposição ao assumir riscos no mercado se deve ao feriado no Brasil na quinta-feira, que coincide com a data prevista para o anúncio do novo presidente do Fed. 

O ritmo de aperto monetário é um ponto de atenção entre os investidores, até porque a reforma tributária nos EUA tem avançado no Congresso. Caso seja aprovada, a iniciativa do presidente Donald Trump poderia aumentar o potencial crescimento da economia americana e gerar mais inflação, resultando numa alta de juros mais dura. Hoje, os mercados monitoram a decisão de política monetária do banco central americano, que deve manter taxas inalteradas entre 1% e 1,25%.

Às 13h36, o DI janeiro/2018 caía a 7,214% (7,221% no ajuste anterior) e o DI janeiro/2019 recuava a 7,250% (7,270% no ajuste anterior).

O DI janeiro/2021 era negociado a 9,190% (9,180% no ajuste anterior), já com alguma distância ante a máxima no dia de 9,270%.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/financas/5179706/bolsa-sobe-com-exterior-e-vale-dolar-recua-e-sai-na-casa-de-r-326.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!