Jornal do Comércio >> Apple tem receita recorde no 4º trimestre fiscal e ação sobe 3% no after hours em Nova Iorque

A Apple apresentou lucro líquido de US$ 10,71 bilhões no período entre julho e setembro, o equivalente a US$ 2,07 por ação, enquanto o ganho registrado no mesmo período do ano passado foi de US$ 9,01 bilhões, ou US$ 1,67 por ação. Com isso, o lucro líquido da companhia registrou avanço de 18,9% na comparação entre os dois trimestres. Os resultados também superaram a previsão de analistas consultados pela FactSet, que previam lucro líquido de US$ 9,7 bilhões no quarto trimestre fiscal, com o ganho por ação em US$ 1,87.

As vendas também registraram avanço, passando de US$ 46,852 no período entre julho e setembro de 2016 para US$ 52,579 bilhões no mesmo período deste ano, resultando na alta de 12,2%, com as vendas internacionais representando 62% da receita do trimestre, um recorde para o período entre julho e setembro. A companhia também superou as previsões nessa categoria, visto que os analistas consultados pela FactSet esperavam vendas de US$ 50,69 bilhões no trimestre.

“Estamos felizes em anunciar um encerramento forte para o excelente ano fiscal de 2017, com receita recorde no quarto trimestre, crescimento ano a ano em todas as nossas categorias de produtos e nosso melhor trimestre para serviços”, afirmou o diretor executivo (CEO) da companhia, Tim Cook. Ele também comentou que a Apple espera uma ótima temporada de férias devido à nova linha de produtos da companhia, incluindo o iPhone 8, o 8 Plus, a Apple TV 4K e o Apple Watch Series 3. Em relação às expectativas com o iPhone X, o principal produto lançado para comemorar os dez anos do smartphone, Cook disse que “não poderíamos estar mais entusiasmados quando começamos a entregar nossa visão para o futuro com esse dispositivo deslumbrante”.

A demanda por iPhone, que representa cerca de dois terços das vendas totais, juntamente com a recuperação nas vendas dos computadores Mac e dos iPads ajudaram a Apple a entregar o quarto aumento trimestral consecutivo na receita e o terceiro aumento trimestral no lucro. As vendas na China, um mercado crítico para a Apple, aumentaram pela primeira vez desde o início de 2016.

Segundo a companhia, a quantidade de vendas de iPhones no trimestre encerrado em setembro foi de 46,7 milhões de unidades, representando uma alta de 3% em relação ao mesmo período do ano anterior, além de um avanço de 14% na comparação com o trimestre encerrado em junho. Já as vendas de iPads subiram 11% na comparação entre o quarto trimestre fiscal deste ano e o do ano passado, para 10,3 milhões de unidades, enquanto as vendas de Macs subiram 10% na mesma base comparativa, para 5,4 milhões de unidades.

Para o trimestre atual, que termina em dezembro, a Apple espera uma receita que fique entre US$ 84 bilhões e US$ 87 bilhões, muito acima da receita US$ 78,35 bilhões nos últimos três meses de 2016, quando a empresa registrou sua maior receita no primeiro trimestre fiscal, que compreende os meses de outubro, novembro e dezembro. A expectativa revela que as apostas da companhia estão altas em torno das vendas do iPhone X e, com isso, a ação da Apple subia 3,12%, a US$ 173,36, no after hours em Nova Iorque.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-apple-tem-receita-recorde-no-4o-trimestre-fiscal-e-acao-sobe-3-no-after-hours-em-nova-iorque.br_conteudo/2017/11/economia/594406-apple-tem-receita-recorde-no-4-trimestre-fiscal-e-acao-sobe-3-no-after-hours-em-nova-iorque.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!