Jornal do Comércio >> Cade aprova operação de Developer e Queiroz Galvão Saneamento

A Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, o ato de concentração envolvendo a Developer S.A. e Queiroz Galvão Saneamento S.A. O despacho pela aprovação da operação está publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (3).

A natureza da operação é de aquisição de participação societária. Segundo informações disponibilizadas pelo Cade, a operação refere-se à aquisição, pela Developer, de ações ordinárias representativas de 11,846% do capital social da Saneamento Ambiental Águas do Brasil S.A., pertencentes atualmente à Queiroz Galvão Saneamento S.A. (QGS). A Developer já é titular de 59,0468% e, após a aquisição, passará a ter 70,8928%, resultando em uma redução proporcional da participação da QGS.

A Developer é empresa holding e não desenvolve atividades operacionais que não as inerentes à atividade da holding. A empresa integra o grupo nacional Carioca que atua principalmente nos setores de engenharia civil, armação de embarcações para prestação de seus serviços, transporte coletivo e concessões de serviços públicos.

A QGS é subsidiária integral da Queiroz Galvão Infraestrutura S.A, ambas empresas integram o grupo Queiroz Galvão, que atua principalmente nos setores de construção; desenvolvimento imobiliário; participações em concessões públicas relacionadas à geração de energia elétrica, saneamento e transporte rodoviário; alimentos; indústria siderúrgica; petróleo e gás; e engenharia ambiental.

A SAAB é controlada em conjunto por Developer, QGS e New Water Participações Ltda. As principais atividades da SAAB são a captação, tratamento e distribuição de água; e a gestão de redes de esgoto.

Segundo análise da superintendência do Cade, tanto a empresa-alvo da operação quanto a parte compradora individualmente podem, em tese, atuar no mercado de serviços de tratamento de água e saneamento. Portanto, diz o parecer da superintendência, “seria possível, também em tese, haver reforço de sobreposição horizontal decorrente da aquisição de participação da compradora. No entanto, as características de monopólio natural do mercado e os termos da Operação não indicam esse desfecho”.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-cade-aprova-operacao-de-developer-e-queiroz-galvao-saneamento.br_conteudo/2017/11/economia/594421-cade-aprova-operacao-de-developer-e-queiroz-galvao-saneamento.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!