Jornal do Comércio >> Mercados da Ásia fecham mistos com dados da China e escolha de Powell para o Fed

As principais bolsas da Ásia encerraram o pregão desta sexta-feira (3) sem direção clara, enquanto os investidores digerem os recentes dados da economia da China bem como a indicação de Jerome Powell como novo presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

“A leve calmaria nas ações asiáticas após um forte mês de outubro é sinal de uma consolidação normal”, escreveu, em nota, a analista de mercado da CMC Margaret Yang Yan. “Não vemos qualquer sinal de risco sistemático pela frente. Neste momento, o mercado apenas precisa de algum tempo para digerir e consolidar tendências.”

Operadores apontaram ainda certa limitação da liquidez na sessão por causa do feriado que deixou fechada a Bolsa de Tóquio.

Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 terminou com alta de 0,48%, aos 5.959,90 pontos, o maior nível fechamento desde abril de 2015 e próximo da máxima de dez anos. O resultado foi impulsionado pelo avanço dos papéis das mineradoras, que seguiram a tendência de alta dos preços do minério de ferro. Assim, a BHP Billiton ganhou na sessão 1,24% e a Rio Tinto subiu 1,06%.

A subida dos preços dos metais também alimentou o ganho da siderúrgica sul-coreana Posco, que terminou a sessão em alta de 0,77%. Esse avanço fez com que o índice Kospi, da Bolsa de Seul, virasse para o terreno positivo no final da sessão e terminasse com avanço de 0,46%, aos 2.557,97 pontos. Isso porque as ações da Samsung Electronics, que caíram 1,19%, pressionaram as negociações durante o pregão.

Na contramão, as incertezas em relação aos balanços das companhias chinesas e à saúde da economia do país pesaram sobre os índices de ações locais.

Nesta madrugada, a IHS Markit e a Caixin Media divulgaram que o índice dos gerentes de compras composto da China, que mede a atividade nos setores industrial e de serviços, caiu de 51,4 em setembro para 51,0 em outubro. Com o resultado, o indicador está no menor nível desde junho de 2016.

Assim, a Bolsa de Xangai fechou em queda de 0,4%, aos 3.371,21 pontos, enquanto a de Shenzhen recuou 0,7%, para 1.975,92 pontos.

Os mercados asiáticos acompanharam ainda o desenrolar da sucessão no Fed. No final da tarde de quinta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, indicou o advogado Jerome Powell como novo chefe da instituição. Ele será sabatinado no Senado e deve tomar posse em fevereiro de 2018.

Nesta sexta-feira, Trump embarca para uma viagem à Ásia, onde deve discutir temas geopolíticos, como a Coreia do Norte. As declarações dele também serão acompanhadas de perto pelos investidores, ainda que a tensão na região tenha diminuído.

“Na ausência de risco geopolítico, não vejo nada no horizonte e poucas coisas a se preocupar”, disse David Millhouse, chefe da pesquisa da China da corretora Forsyth Barr.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-mercados-da-asia-fecham-mistos-com-dados-da-china-e-escolha-de-powell-para-o-fed.br_conteudo/2017/11/economia/594409-mercados-da-asia-fecham-mistos-com-dados-da-china-e-escolha-de-powell-para-o-fed.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!