Jornal do Comércio >> Detentores de bônus da Venezuela acionam previamente seguro contra calote

Detentores de bônus contra inadimplência da Venezuela acionaram nesta quarta-feira o seguro contra default, alegando que a PdVSA, companhia estatal de petróleo, não conseguiu fazer o pagamento de um débito recente.

Os titulares deste seguro, conhecido como swap de inadimplência de crédito (CDS, na sigla em inglês), disseram que houve uma “falha em pagar o evento de crédito”, de acordo com a Associação Internacional de Swaps e Derivativos (ISDA, na sigla em inglês), que é uma organização de participantes no mercado de derivativos. A ISDA determina se os pagamentos do CDS devem ser feitos em caso de inadimplência do emissor.

Se a ISDA decidir em favor dos titulares do CDS, esta será a primeira vez durante a atual crise econômica da Venezuela que o governo seria penalizado por um pagamento tardio.

Na quinta-feira passada, a PdVSA anunciou o pagamento de US$ 1,1 bilhão em bônus e anunciou a reestruturação da sua dívida. A empresa, então, precisava pagar em até três dias outros títulos em atraso antes de que o CDS fosse acionado.

Alguns investidores e analistas alegam que não há evidências de que a companhia de petróleo tenha efetuado o pagamento dos US$ 1,1 bilhão. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-detentores-de-bonus-da-venezuela-acionam-previamente-seguro-contra-calote.br_conteudo/2017/11/economia/595412-detentores-de-bonus-da-venezuela-acionam-previamente-seguro-contra-calote.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!