Jornal do Comércio >> Dólar fecha em leve alta, em meio à cautela em relação à reforma da Previdência

O dólar manteve-se volátil ante o real nesta quinta-feira, 9, e fechou em leve alta no mercado à vista, apesar da fraqueza da moeda americana no exterior com as dúvidas em relação à reforma tributária proposta pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Segundo profissionais do mercado, o câmbio doméstico descolou-se do cenário externo, refletindo a cautela dos investidores em relação às negociações do governo Temer com o Congresso Nacional em torno da reforma da Previdência.

O dólar à vista fechou com ganho de 0,05%, cotado a R$ 3,2595. O giro financeiro foi de US$ 1,487 bilhão. Na mínima, chegou a R$ 3,2366 (-0,66%) e, na máxima, alcançou R$ 3,2666 (+0,26%).

“O mercado está à espera de como será a proposta final de reforma da Previdência a ser votada pelo Congresso”, afirmou Mário Battistel, gerente de câmbio da Fair Corretora. “Por isso, o câmbio ficou descolado do mercado internacional.”

Os investidores aguardam para ver o quão enxuta será a reforma da Previdência e quanto o governo deixará de economizar com as mudanças nas regras de aposentadoria, em relação à proposta original. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quinta-feira que o governo busca uma formatação para a reforma que garanta uma economia que seja “substancialmente superior” à metade do efeito fiscal esperado na proposta original, que era de cerca R$ 800 bilhões em dez anos.

Segundo Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora, “o panorama imediato para o cenário doméstico é incerto e duvidoso”, o que faz que muitos investidores montem posições no câmbio pela manhã e desfaçam à tarde. “As posições são muito efêmeras, diante da cautela do mercado”, acrescenta.

No exterior, o dólar perdeu força com a possibilidade de adiamento de redução de imposto na reforma tributária nos Estados Unidos. Segundo o Washington Post, os republicanos no Senado planejam atrasar o corte no imposto corporativo dos atuais 35% para 20% até 2019, contrariando o desejo de Trump, que quer efeito imediato.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-dolar-fecha-em-leve-alta-em-meio-a-cautela-em-relacao-a-reforma-da-previdencia.br_conteudo/2017/11/economia/595642-dolar-fecha-em-leve-alta-em-meio-a-cautela-em-relacao-a-reforma-da-previdencia.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!