Jornal do Comércio >> Rumo reverte prejuízo e tem lucro líquido de R$ 77,7 milhões no 3º trimestre

A Rumo registrou um lucro líquido de R$ 77,7 milhões no terceiro trimestre, revertendo prejuízo de R$ 58,8 milhões no mesmo período do ano anterior. O crescimento do Ebitda e a redução no custo da dívida, devido à queda de juros, foram os principais fatores para esse resultado, parcialmente impactado pelo aumento da depreciação no terceiro trimestre.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Rumo atingiu R$ 800,9 milhões no terceiro trimestre, resultado 24,6% superior ao reportado no mesmo período do ano passado. A margem terminou o trimestre em 48,6%, ante 44,7% de um ano antes.

“O resultado deve-se principalmente aos maiores volumes transportados no período. Adicionalmente, a companhia continua alcançando maior eficiência em custos”, comunicou a empresa no relatório de administração que acompanha o balanço.

A receita líquida, por sua vez, somou R$ 1,648 bilhão, representando um incremento de 14,7% no comparativo anual.

O resultado financeiro do terceiro trimestre apontou uma despesa líquida de R$ 388,2 milhões, 8,4% inferior ao informado em igual período do ano anterior. Nos primeiros nove meses, a despesa líquida da empresa aumentou 0,9% no comparativo anual, somando R$ 1,272 bilhão. “Esse efeito foi parcialmente compensado pelo aumento do saldo médio da dívida, decorrente da emissão das Senior Notes 2024. Os encargos sobre Arrendamento Mercantil e Certificados de Recebíveis Imobiliários apresentaram uma queda expressiva devido às amortizações ocorridas nesses instrumentos, sem ocorrência de novas captações relevantes. O rendimento de aplicações financeiras apresentou uma redução de 12% decorrente da queda do CDI, parcialmente compensada pelo maior saldo médio de caixa no período”, destacou a companhia.

O endividamento abrangente bruto ao final do terceiro trimestre foi de R$ 11,3 bilhões, 6,4% inferior ao terceiro trimestre de 2016. A alavancagem foi reduzida para 3,98 vezes, considerando o Ebitda de R$ 2,4 bilhões dos últimos 12 meses. Segundo relatório da companhia, o aumento de 3,7% no saldo da dívida líquida abrangente pode ser atribuído a execução do plano de investimentos, que consumiu parte do caixa no período. “Todas as dívidas denominadas em moeda estrangeira da Rumo encontram-se protegidas contra variações da taxa de câmbio”, informou a companhia.

O Capex totalizou R$ 473,8 milhões no terceiro trimestre, 7,5% superior a igual intervalo do ano passado. No acumulado do ano, o Capex foi de R$ 1,4 bilhão, com declínio de 1,5% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-rumo-reverte-prejuizo-e-tem-lucro-liquido-de-r-777-milhoes-no-3o-trimestre.br_conteudo/2017/11/economia/595398-rumo-reverte-prejuizo-e-tem-lucro-liquido-de-r-77-7-milhoes-no-3-trimestre.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!