Jornal do Comércio >> Dólar sobe no dia com cautela sobre reforma da Previdência, mas cai na semana

O dólar renovou as máximas nesta tarde de sexta-feira, 10, e fechou em alta com a percepção dos agentes de que o tempo para aprovar a reforma da Previdência neste ano, ao menos na Câmara dos Deputados, é cada vez mais escasso. O real tinha um dos piores desempenhos entre as principais moedas globais nesta sexta-feira, só atrás do rand sul-africano. Pelo segundo dia seguido, o cenário externo ficou em segundo plano, e o câmbio doméstico refletiu o temor de piora da situação fiscal do País caso a reforma não passe no Congresso.

O dólar à vista encerrou o pregão com valorização de 0,59%, cotado a R$ 3,2786. O giro foi de US$ 1,407 bilhão. Na mínima, chegou a R$ 3,2519 (-0,23%) e, na máxima, alcançou R$ 3,2830 (+0,72%). Na semana, porém, a moeda americana acumulou queda de 0,81%.

Nesta sexta-feira, a agência de classificação de risco Fitch reafirmou o rating BB do Brasil, com perspectiva negativa. Segundo a Fitch, as alegações de corrupção contra o presidente Michel Temer “parecem ter erodido o capital político e o apoio dele no Congresso, o que torna a aprovação da reforma previdenciária mais difícil”. Com isso, há incerteza sobre que tipo de reforma pode passar, especialmente porque a janela de oportunidade para avançar no assunto diminui, graças ao ciclo eleitoral, sustenta a agência.

Para Pablo Spyer, diretor da corretora Mirae, o fato de a Fitch ter reafirmado o rating do Brasil foi um alerta de que, se a reforma da Previdência não for aprovada, a nota de crédito do País será rebaixada no curto prazo. “Além disso, o tempo para se aprovar a reforma ainda neste ano é muito curto, visto que não haverá votações na Câmara dos Deputados na semana que vem”, disse.

Cleber Alessie, operador de câmbio da corretora H.Commcor, avalia que, sem a reforma ministerial, será difícil para Temer conseguir apoio no Congresso para aprovar a reforma. “Os investidores estão céticos em relação a esta questão, e querem ver avanços concretos, e não apenas discursos, de que a reforma será aprovada”, acrescentou.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-dolar-sobe-no-dia-com-cautela-sobre-reforma-da-previdencia-mas-cai-na-semana.br_conteudo/2017/11/economia/595826-dolar-sobe-no-dia-com-cautela-sobre-reforma-da-previdencia-mas-cai-na-semana.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!