Jornal do Comércio >> Aneel propõe WACC de 7,71% para distribuidoras entre 2018 e 2020

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propôs que o custo médio ponderado de capital (WACC) das distribuidoras seja de 7,71%, depois de impostos, para o período entre 2018 e 2020. Atualmente, o WACC é de 8,09%.

“Estamos falando em uma variação relativamente pequena, ainda que seja impactante na capacidade de investimentos das distribuidoras”, afirmou o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, ressaltando que essa redução não deve ter efeito relevante nas tarifas.

O WACC é um indicador que mostra a taxa de retorno mínima dos investimentos. Relator do processo, o diretor Tiago de Barros Correia, informou que a redução é da ordem de 5%.

Em seu voto, Correia abriu a possibilidade de a Aneel recalcular o WACC do setor de distribuição apenas para o ano de 2018, em razão do efeito que as eleições podem ter no setor.

O presidente da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), Nelson Leite, disse que a redução do custo médio ponderado de capital pode diminuir os investimentos das distribuidoras. Segundo ele, o setor registra dois anos seguidos de redução do Ebitda, com queda nominal de 26% entre 2014 e 2016, e a margem Ebitda do setor é de 15%, uma das menores do segmento de infraestrutura.

“É preciso que os custos sejam condizentes com a situação econômico-financeira que estamos vivendo”, afirmou Leite. O presidente da Abradee mencionou que o mercado reagiu mal ao índice proposto para o WACC em uma nota técnica da Aneel, de 7,24%. A nota, divulgada em 24 de outubro, continha um índice menor que o proposto pela diretoria hoje.

Rufino disse que o mercado exagerou ao reagir à nota técnica da Aneel. “O mercado é mesmo muito nervoso em relação a isso. Estamos apenas abrindo audiência pública. Acho que houve certo exagero nessa reação. Naquela altura, nem a diretoria tinha deliberado. Era apenas uma nota técnica sobre o assunto”, afirmou.

A proposta ficará em audiência pública entre os dias 16 de novembro e 15 de dezembro, quando a Aneel receberá as contribuições à proposta. A segunda fase da audiência pública ficará aberta entre os dias 20 dezembro a 12 de janeiro. Nesse período, os interessados poderão se manifestar a respeito das contribuições da primeira etapa da audiência pública. Se aprovados, os valores vão vigorar de janeiro de 2018 a dezembro de 2020.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-aneel-propoe-wacc-de-771-para-distribuidoras-entre-2018-e-2020.br_conteudo/2017/11/economia/596273-aneel-propoe-wacc-de-7-71-para-distribuidoras-entre-2018-e-2020.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!