Jornal do Comércio >> Juros fecham em alta antes do feriado; mercado retoma cautela com Previdência

Os juros futuros fecharam a sessão regular em alta nesta terça-feira, com exceção dos vencimentos curtos que ficaram estáveis. As taxas devolveram à tarde o movimento de baixa visto pela manhã quando ainda reagiam positivamente à saída na segunda-feira do ministro Bruno Araujo (PSDB), do Ministério das Cidades, visto como fator catalisador da reforma ministerial que pode abrir espaço para a tramitação da reforma da Previdência. O mercado começou a zerar a queda a partir do começo da tarde, em movimento coordenado com os demais ativos domésticos e atribuído à típica cautela pré-feriado.

A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2019 fechou estável em 7,27% e a do janeiro de 2020 subiu de 8,58% para 8,63%. A taxa do DI para janeiro de 2021 terminou em 9,52%, de 9,44% no ajuste de segunda-feira. O DI para janeiro de 2023 encerrou com taxa de 10,35%, de 10,25%. Às 16h34, o dólar à vista estava em R$ 3,3073 (+0,29%), depois de ter rompido os R$ 3,31 mais cedo nas máximas. O Ibovespa tinha perdas de 1,74%, aos 71.217,60 pontos.

Na quarta, enquanto os mercados domésticos estarão fechados em razão do feriado da Proclamação da República, nos Estados Unidos será divulgado o índice de inflação ao consumidor (CPI, na sigla em inglês), e o investidor preferiu não ficar exposto ao risco de um índice fora do esperado. Na manhã desta terça, saiu o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) de outubro, que subiu 0,4%, acima do previsto pelos analistas (+0,1%).

Além do mais, internamente, a despeito da movimentação do presidente Michel Temer para troca de ministros elevar as chances de encaminhamento da reforma da Previdência, os agentes retomaram a cautela com o tema.

“Claramente, há aumento da incerteza política e dificuldade em retomar a Previdência, mesmo em versão mais enxuta, e uma agenda que contempla a necessidade de aprovar medidas fiscais importantes até o final do ano”, disse o economista-chefe do Banco Safra Carlos Kawall.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-juros-fecham-em-alta-antes-do-feriado-mercado-retoma-cautela-com-previdencia.br_conteudo/2017/11/economia/596331-juros-fecham-em-alta-antes-do-feriado-mercado-retoma-cautela-com-previdencia.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!