Jornal do Comércio >> Petrobras: perdas com itens especiais somam R$ 3,356 bilhões no 3º trimestre

A Petrobras teve perdas de R$ 3,356 bilhões com itens especiais no terceiro trimestre deste ano. O número é bem inferior ao registrado em igual intervalo de 2016, de R$ 20,215 bilhões, mas mais do que o dobro da perda verificada no segundo trimestre deste ano, de R$ 1,531 bilhão.

A maior perda veio de contingências judiciais, onde a companhia gastou R$ 1,061 bilhão, ante ganho de R$ 741 milhões no segundo trimestre e perda de R$ 2,202 bilhões no mesmo período de 2016. O segundo maior peso negativo veio do item “programas de regularização de débitos federais”, onde a estatal perdeu R$ 1,030 bilhão, ante R$ 3,972 bilhões no segundo trimestre e sem que houvesse registro similar em igual etapa de 2016.

Os impairments de ativos e de investimentos custaram R$ 222 milhões à Petrobras no terceiro trimestre, ante um gasto de R$ 140 milhões no segundo trimestre e uma perda de R$ 15,709 bilhões em igual intervalo de 2016.

As perdas com recebíveis do setor elétrico atingiram R$ 235 milhões de julho a setembro, ante R$ 181 milhões de abril a junho e R$ 269 milhões no terceiro trimestre de 2016.

Além disso, o resultado com alienação e baixa de ativos foi negativo em R$ 751 milhões no terceiro trimestre deste ano, ante ganho de R$ 6,816 bilhões no trimestre imediatamente anterior e um valor positivo de R$ 673 milhões de julho a setembro de 2016.

Por outro lado, a empresa ganhou R$ 87 milhões com o plano de incentivo ao desligamento voluntário (PIDV), ante resultado positivo de R$ 394 milhões no segundo trimestre e negativo de R$ 2,472 bilhões no terceiro trimestre de 2016.

Os maiores efeitos negativos dos nove primeiros meses deste ano vieram de programas de regularização de débitos federais no IR/CSLL, num total de R$ 4,416 bilhões, e de programas de regularização de débitos federais diversos, totalizando R$ 5,002 bilhões.

Por outro lado, de janeiro a setembro, o ganho com alienação de ativos é de R$ 6,007 bilhões, ante apenas R$ 671 milhões no mesmo período de 2016.

Assim, o impacto negativo de itens especiais no ano atingiu R$ 5,363 bilhões, ante R$ 24,693 bilhões de janeiro a setembro de 2016.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-petrobras-perdas-com-itens-especiais-somam-r-3356-bilhoes-no-3o-trimestre.br_conteudo/2017/11/economia/596203-petrobras-perdas-com-itens-especiais-somam-r-3-356-bilhoes-no-3-trimestre.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!