Jornal do Comércio >> Possibilidade de reforma ministerial afeta a bolsa

O Índice Bovespa caminhava para sua terceira queda consecutiva nesta segunda-feira, mas inverteu a tendência rapidamente na última hora de negócios, com a notícia do pedido de demissão do ministro das Cidades, Bruno Araújo. A saída do ministro, da cota do rachado PSDB, foi interpretada como indicativo do início da reforma ministerial imposta pela base governista como condição para a aprovação da reforma da Previdência.

Ao longo de toda a sessão, o Ibovespa mostrou fraqueza, operando abaixo dos 72 mil pontos. Com a virada no final, o índice avançou para os 72.475 pontos, em alta de 0,43%. Os negócios na bolsa somaram R$ 8 bilhões.

Durante todo o dia, a escassez de notícias e o esvaziamento da agenda parlamentar na semana, devido ao feriado da Proclamação da República, na quarta-feira, colocou a reforma da Previdência em uma espécie de “stand by”. As articulações políticas do governo, no entanto, continuaram ativas. Segundo a consultoria Eurasia, além da reforma ministerial, a outra estratégia do governo deverá ser a de um novo esforço em sua estratégia de comunicação para “vender” a reforma.

Na análise por ações, somente quatro papéis fecharam em queda. Entre elas estiveram as da Petrobras, que terminaram a segunda-feira com perdas leves, com o investidor à espera da divulgação do balanço trimestral da companhia.

Já o bom desempenho das ações da Vale e das empresas siderúrgicas foi influência positiva durante todo o dia. Os papéis refletiram as expectativas positivas para a produção industrial da China e a alta do minério de ferro.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/11/economia/596153-possibilidade-de-reforma-ministerial-afeta-a-bolsa.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!