Valor >> Dólar supera R$ 3,30 e alcança maior patamar desde junho

SÃO PAULO  –  O dólar não só fechou acima de R$ 3,30 como alcançou o maior patamar desde o fim de junho, num pregão com forte queda das commodities o que exacerbou a fragilidade de algumas moedas emergentes, nesta terça-feira (14).

A aproximação do feriado da Proclamação da República, que fecha, nesta quarta (15), os mercados na BM&F, e os novos sinais de rusga entre governo e Câmara dos Deputados colaboraram para a maior demanda por proteção de investidores na moeda americana.

No encerramento, o dólar comercial subiu 0,31%, a R$ 3,3083. É uma dramática reversão da queda de 0,92% registrada na mínima do dia, quando o mercado à vista se ajustava “com atraso” ao alívio de preço verificado na segunda (13) no fim do pregão do mercado futuro.

Pelas taxas do mercado futuro, o real amargou o segundo pior desempenho global, melhor apenas que o rublo russo (-1,20%). Várias outras moedas de commodities integram a lista de maiores quedas, entre elas a coroa norueguesa, o peso chileno e o peso colombiano.

O índice CRB de matérias-primas – que engloba 19 produtos básicos e é referência global para o setor – caía 1,37%, a caminho da maior queda desde o começo de agosto. O petróleo – componente de maior peso do índice, de 23% – cedia 2%, na direção da maior baixa em um mês.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/financas/5194089/dolar-supera-r-330-e-alcanca-maior-patamar-desde-junho.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!