Jornal do Comércio >> Cobre opera em baixa, diante da desaceleração da indústria da China

O cobre opera em território negativo na manhã de hoje, ainda em reação a sinais de mais fraqueza na indústria da China. A fraqueza do petróleo também contribui para o movimento.

Às 9h30 (de Brasília), o cobre para três meses tinha queda de 0,53%, a US$ 6.736,50 a tonelada, na London Metal Exchange (LME). Às 9h44, o cobre para dezembro recuava 0,70%, a US$ 3,0450 a libra-peso, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).

A China, o maior consumidor global de metais, teve desaceleração na produção industrial em outubro, para uma alta de 6,2% na comparação com igual mês do ano passado, mostraram números da terça-feira. Em setembro, o avanço havia sido de 6,6%. “Os dados da China são a evidência mais concreta de que a economia do país desacelera”, afirmou Caroline Bain, economista-chefe de commodities da Capital Economics. “A piora na construção é uma má notícia para o cobre, acrescentou ela, ao lembrar que mais da metade do cobre consumido na China vai para o setor de construção.

Além disso, a queda no petróleo contribui para a fraqueza do cobre, já que as duas commodities são negociadas muitas vezes em conjunto, com maior peso para o óleo.

Entre os metais usados na indústria, o níquel foi o mais afetado, em baixa de 2,37%, a US$ 11.520 a tonelada. O metal já caiu 11% desde 6 de novembro.

Entre outros metais básicos negociados na LME, o alumínio caía 0,50%, a US$ 2.078,25 a tonelada, o chumbo recuava 1,80%, a US$ 2.430,50 a tonelada, o estanho tinha baixa de 0,21%, a US$ 19.415 a tonelada, e o zinco recuava 1,43%, a US$ 3.110 a tonelada.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-cobre-opera-em-baixa-diante-da-desaceleracao-da-industria-da-china.br_conteudo/2017/11/economia/596394-cobre-opera-em-baixa-diante-da-desaceleracao-da-industria-da-china.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!