Jornal do Comércio >> Comitê de Finanças do Senado dos EUA aprova projeto de reforma tributária

O Comitê de Finanças do Senado dos Estados Unidos aprovou o projeto de reforma tributária do partido republicano nesta madrugada (hora local) em Washington. O projeto, que é diferente do aprovado na tarde de quinta-feira (16) pela Câmara de Representantes, teve 14 votos favoráveis e 12 contrários no Comitê que elaborou a proposta. Agora, o texto deve seguir adiante para votação geral no Senado após o Feriado de Ação de Graças nos EUA, dia 23 de novembro, segundo o site Politico. Se aprovado, os republicanos pretendem levar a reforma tributária para o presidente americano, Donald Trump, até o Natal.

O documento que deve ser levado para apreciação, conta, assim como o texto aprovado pela Câmara dos Representantes, com o corte de impostos para empresas e pessoas físicas. Uma das diferenças, no entanto, é que esse projeto ainda inclui a revogação de parte do Obamacare, lei de saúde do antigo governo americano do presidente Barack Obama.

O projeto eliminou especificamente a exigência do Obamacare de que todos os cidadãos teriam de ter seguro saúde. A revogação desta parte da lei de saúde é uma das prioridades do governo Trump e do partido Republicano.

Segundo analistas, a votação no Senado deve ser mais difícil do que na Câmara dos Representantes. Pelo menos um republicano, o senador Ron Johnson, já declarou ser contrário à proposta do Comitê e mais cinco senadores do partido ainda não oficializaram o apoio, o que torna incerta a vitória da reforma tributária no Senado.

O partido republicano tem maioria na Câmara dos Representantes e no Senado, mas neste último por uma margem muito pequena de quatro assentos.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-comite-de-financas-do-senado-dos-eua-aprova-projeto-de-reforma-tributaria.br_conteudo/2017/11/economia/596809-comite-de-financas-do-senado-dos-eua-aprova-projeto-de-reforma-tributaria.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!