Valor >> Investidores podem cobrar US$ 1 bi em seguro contra calote venezuelano

Os investidores que detêm derivados de seguro contra o default venezuelano poderão receber indenizações de mais de US$ 1 bilhão, decidiu nesta quinta-feira a International Swaps and Derivatives Association (Isda), associação criada pelo mercado de derivativos que representa as partes envolvidas nas negociações.

A decisão significa que os detentores desses derivativos, conhecidos como credit-default swaps (CDSs), poderão cobrar o pagamentos de juros atrasados ou perdidos. De acordo com a Nomura Securities, o governo da Venezuela e a petrolífera estatal PDVSA deixaram de pagar US$ 1,5 bilhão desde 10 de outubro.

Com base nos preços atuais dos títulos venezuelanos, o pagamento dos CDSs seria de cerca de US$ 1,2 bilhão, disseram analistas. O montante exato, porém, será definido em um processo de leilão nas próximas semanas.

Os CDSs são instrumentos de seguro contra calotes que permitem aos credores mitigar perdas com títulos difíceis de vender ou cujo emissor enfrenta problemas financeiros.

Entretanto, eles são frequentemente usados como instrumentos de negociação, dando às empresas de Wall Street a oportunidade de fazer apostas de curto prazo sobre a possibilidade de uma entidade entrar em default ou ser forçada a reestruturar suas obrigações.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/internacional/5196217/investidores-podem-cobrar-us-1-bi-em-seguro-contra-calote-venezuelano.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!