Jornal do Comércio >> Bolsas de Nova Iorque renovam recordes de fechamento

Os mercados acionários americanos fecharam em forte alta nesta terça-feira (21), apoiados pelos papéis de gigantes de tecnologia, que reagiram positivamente à possibilidade de um cenário de menos regulamentação nos Estados Unidos. Com o impulso das techs, os três principais índices acionários renovaram máximas históricas de fechamento.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,69%, aos 23.590,83 pontos; o S&P 500 avançou 0,65%, aos 2.599,03 pontos; e o Nasdaq ganhou 1,06%, aos 6.862,48 pontos.

Nesta terça-feira, reguladores federais americanos detalharam planos para derrubar regras da internet aberta que foram estabelecidas durante o governo do ex-presidente Barack Obama. O projeto cria novas oportunidades para provedores de internet, permitindo que eles formem alianças com meios de comunicação para oferecer serviços na rede com velocidade e qualidade maiores. As mudanças também ajudam a liberar o caminho para pacotes de serviços e preços que atraiam mais consumidores.

Com a perspectiva de menos regulação nessa área, os investidores colocaram as gigantes de tecnologia no carrinho de compras e fizeram os índices acionários americanos registrarem máximas históricas intraday e de fechamento. A Apple encerrou o dia em alta de 1,86%, o Facebook subiu 1,75%, o Twitter ganhou 3,60% e o Google avançou 1,51%.

A recuperação das bolsas nesta terça-feira ajudou a compensar as perdas sofridas durante as últimas duas semanas, quando preocupações com a reforma tributária nos EUA pesaram sobre os índices e colocaram em xeque o rali dos mercados de ações americanos. “Você tem um mercado resiliente que pode ignorar muitas más notícias e continuar reagindo somente às boas notícias”, comentou o diretor de estratégia de investimentos do BNY Mellon Wealth Management, Jeff Mortimer. “Muitas empresas continuam a obter bons rendimentos e as de tecnologia são, claramente, grandes vencedoras e continuam a fazer o mercado avançar.”

Mortmer e outros gerentes de portfólio dizem que continuam a favorecer as ações americanas e que não têm planos imediatos para reduzir a exposição a esse segmento. “Nós não vemos nada que mude significativamente esse mercado”, acrescentou o vice-presidente e diretor de ações da Eaton Vance, Lewis Piantedosi. “Seria preciso um grande aumento nos juros ou uma desaceleração na economia, mas não vemos nenhum desses acontecimentos nos próximos seis a 12 meses”, apontou.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-bolsas-de-nova-iorque-renovam-recordes-de-fechamento.br_conteudo/2017/11/economia/597558-bolsas-de-nova-iorque-renovam-recordes-de-fechamento.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!