Valor >> Dólar cai a R$ 3,25 com noticiário de Brasília

SÃO PAULO  –  O dólar caiu ao menor valor em três semanas ante o real nesta terça-feira (21), de volta à casa de R$ 3,25. As vendas foram ditadas pelo apetite por risco nos mercados externos – que se refletiu na valorização da maioria das divisas emergentes – e pela percepção de avanço nas negociações em prol da reforma da Previdência. Esse sentimento foi amparado pelo noticiário do fim de semana.

O presidente Michel Temer indicou o deputado Alexandre Baldy (sem partido-GO) para ocupar o posto de ministro das Cidades – no lugar de Bruno Araújo (PSDB-PE). O movimento é visto como uma forma de o Planalto agradar o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de quem Baldy é próximo. Decisão de Temer contempla, ainda, o Centrão e o PP (sigla que acolherá o novo ministro, que foi desfiliado do Podemos).

“O mercado gostou da escolha porque viu nela uma ação do governo para tentar fortalecer o apoio à reforma da Previdência”, diz Joaquim Kokudai, da JPP Capital.

Nesse sentido, declarações do presidente da Câmara dos Deputados reforçaram a perspectiva de que o Palácio do Planalto contará com apoio de Maia para aprovar a reforma. Ontem, Maia disse que o Congresso precisa aprovar a mudança nas regras previdenciárias ainda em 2017. Nesta terça-feira, porém, ele ponderou em entrevista à rádio “CBN” que “estamos muito distantes” dos 308 votos necessários para que a reforma passe pela Câmara. 

Candidatura de Temer

O mercado também monitorou as notícias sobre a possibilidade de o presidente Michel Temer se candidatar à reeleição em 2018. Segundo o jornalista Raymundo Costa, do Valor, uma disputa por reeleição ocorreria em caso de êxito de estratégia de constituir aliança partidária a fim de “defender o legado do governo”.

Kokudai avalia que uma eventual candidatura de Temer “atrapalharia mais a reforma do que ajudaria”.

De forma geral, analistas consideram pouco provável que Temer se candidate à reeleição, tanto pela baixa popularidade do presidente quanto pelos potenciais desdobramentos negativos dentro da base aliada.

“Seria abrir mão de um capital político com o Congresso num momento de grande importância para a reforma”, diz Arnaldo Curvello, da Ativa Wealth Management.

No fechamento, o dólar caiu 0,33%, a R$ 3,2513, menor patamar desde 27 de outubro (R$ 3,2436). Moedas emergentes subiam, em média, 0,33% ante o dólar neste pregão. A exceção fica a cargo da lira turca, que bateu mínimas recordes na esteira da escalada de tensões entre Turquia e Estados Unidos e de dúvidas sobre a liberdade do banco central turco de gerenciar a política monetária.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/financas/5200937/dolar-cai-r-325-com-noticiario-de-brasilia.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!