Jornal do Comércio >> Petros tem ganho maior que a meta atuarial de janeiro a setembro

A Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, teve desempenho superior à meta atuarial no período de janeiro a setembro deste ano, como informou em comunicado oficial. O Plano Petros do Sistema Petrobras (PPSP), de benefício definido, registrou alta de 8,51% frente a uma meta de 6,22%. Enquanto o Plano Petros-2 (PP-2), de contribuição variável, avançou 8,18% e ultrapassou o objetivo de 6,1%.

Com isso, somaram resultado líquido de R$ 5,5 bilhões nos investimentos. Desse total, R$ 4,25 bilhões foram do PPSP e R$ 1,25 bilhão, do PP-2.

No PPSP, o destaque foi a renda fixa, que concentra pouco mais da metade dos ativos e avançou 12,68%. A Petros informa que o desempenho dessa carteira “foi puxado pelos títulos públicos, que acumularam rentabilidade de 13,38%. Na sequência, a renda variável também contribuiu para o resultado, registrando alta de 11,7%, impulsionada pelo segmento de participações mobiliárias”.

O desempenho do PP-2 também foi influenciado pelos títulos públicos, que respondem por 71% dos investimentos e renderam 6,76% de janeiro a setembro. Além disso, contribuíram para o resultado os investimentos em renda variável, com alta de 12,45% no período, em função do impacto positivo da alta da Itaúsa e da performance dos fundos de ações (aplicações em ações com alta liquidez e mais facilidade de negociação), que renderam 15,95% no período.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-petros-tem-ganho-maior-que-a-meta-atuarial-de-janeiro-a-setembro.br_conteudo/2017/11/economia/597727-petros-tem-ganho-maior-que-a-meta-atuarial-de-janeiro-a-setembro.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!