Jornal do Comércio >> Bolsas chinesas sofrem tombo e influenciam outros mercados asiáticos

As bolsas chinesas fecharam nos menores níveis em meses nesta quinta-feira (23), influenciando outros mercados da Ásia, em meio a recentes esforços de Pequim para regular serviços financeiros.

Nos últimos dias, autoridades chinesas tomaram providências para impedir a forte expansão da oferta de microcrédito na internet e revelaram planos de reforçar a supervisão de produtos de gestão de ativos vendidos por instituições financeiras.

Além disso, preocupações com o mercado chinês de bônus, onde o juro do papel de 10 anos tem oscilado em torno de 4% – o maior nível em três anos -, contribuíram para a liquidação nas bolsas do país.

Em sua maior queda desde 12 de dezembro do ano passado, o índice Xangai Composto caiu 2,29% hoje, a 3.351,92 pontos, atingindo o menor patamar em dois meses, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 2,92%, a 1.924,45 pontos, o nível mais baixo em três meses. Em Xangai, algumas blue chips sofreram um forte movimento de vendas.

O tombo na China acabou pesando em outros mercados asiáticos, embora o dia tenha sido tranquilo e com menor volume de negócios diante de feriados hoje no Japão e nos EUA.

O Hang Seng teve queda de 0,99% em Hong Kong, a 29.707,94 pontos, depois de ter ultrapassado ontem a marca de 30 mil pontos pela primeira vez desde 2007, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 0,13% em Seul, a 2.537,15 pontos. Por outro lado, o Taiex subiu 0,30% em Taiwan, a 10.854,57 pontos, alcançando o maior patamar em 27 anos, e o filipino PSEi avançou 0,94% em Manila, a 8.343,23 pontos.

Investidores da região asiática também digeriram a ata da ultima reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA). No documento, publicado ontem, o Fed voltou a sinalizar que pretende elevar juros por uma terceira vez este ano, em dezembro. A ata, porém, também revelou a preocupação de dirigentes do BC americano com a tendência de inflação baixa nos EUA.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou praticamente estável, uma vez que o bom desempenho de petrolíferas e mineradoras compensou uma queda em ações de grandes bancos domésticos. O S&P/ASX 200 ficou em 5.986,20 pontos em Sydney, com ligeira baixa de 0,2 ponto.

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-bolsas-chinesas-sofrem-tombo-e-influenciam-outros-mercados-asiaticos.br_conteudo/2017/11/economia/597833-bolsas-chinesas-sofrem-tombo-e-influenciam-outros-mercados-asiaticos.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!