Jornal do Comércio >> Com liquidez reduzida, Ibovespa adota cautela e tem baixa de 0,04%

O investidor do mercado acionário doméstico adotou a cautela como orientação nesta quinta-feira, 23, em um pregão de liquidez reduzida e diversas incertezas no cenário político. O Índice Bovespa operou com sinal negativo durante praticamente todo o pregão e fechou aos 74.486,57 pontos, próximo da estabilidade, em baixa de 0,04%. O feriado do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos tirou de cena as bolsas americanas e o investidor estrangeiro. Com isso, os negócios na bolsa brasileira somaram R$ 4,6 bilhões, menos da metade da média diária de novembro, de R$ 10,1 bilhões.

Assim como aconteceu na véspera, a baixa foi determinada pelas ações do setor financeiro, que voltaram a recuar. Já a alta das commodities no mercado externo garantiu um dia de ganhos às ações da Petrobras e da Vale, que, mais uma vez, limitaram as perdas na bolsa. Apesar da liquidez reduzida, o petróleo subiu nos índices eletrônicos internacionais, o que favoreceu os ganhos de 0,85% (ON) e de 0,50% (PN) de Petrobras. Com o minério em alta pelo segundo dia seguido no mercado chinês, Vale ON avançou 1,32% e foi um dos principais destaques do dia.

Com a agenda externa escassa, o mercado dedicou maior tempo à análise do cenário político, especificamente no que diz respeito à reforma da Previdência. Causou mal estar o baixo quórum do jantar do presidente Michel Temer com parlamentares, ontem no Palácio do Planalto. Segundo informações apuradas pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, o número de deputados presentes pode não ter alcançado 200. Para aprovar a reforma na Câmara, o governo precisa de 308 votos. Na mínima do dia, atingida pela manhã, o Ibovespa recuou 0,90%, aos 73.851,41 pontos.

À tarde, o dólar passou a cair com especulações de que o governo continuava a trabalhar com previsão de votar a reforma na primeira semana de dezembro. Com isso, o Ibovespa chegou a ensaiar uma recuperação, que se sustentou por apenas alguns instantes, atingindo a máxima de 74.577,81 pontos (+0,08%).

De volta à análise por ações, os papéis do setor financeiro caíram em bloco. À frente ficaram as units de Santander Brasil (-1,02%) e Bradesco PN (-0,74%). As maiores altas do Ibovespa ficaram com os papéis do setor elétrico. Cemig ON subiu 4,41%, refletindo o noticiário positivo, que envolveu o anúncio de venda de units da Taesa. Outros papéis do setor elétrico também se destacaram, como Copel PNB (+3,49%) e Eletrobras PNB (+2,06%).

Fonte Oficial: https://worldcambio.com.br/wp-content/uploads/2017/11/jornal-do-comercio-com-liquidez-reduzida-ibovespa-adota-cautela-e-tem-baixa-de-004.br_conteudo/2017/11/economia/598043-com-liquidez-reduzida-ibovespa-adota-cautela-e-tem-baixa-de-0-04.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!