Jornal do Comércio >> IPO da BR Distribuidora pode render R$ 7,5 bi

A oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da BR Distribuidora poderá girar até R$ 7,5 bilhões, se houver demanda para todos os lotes extras e se a ação for precificada no teto da faixa indicativa de preço, que está entre R$ 15,00 e R$ 19,00. A Petrobras irá vender entre 25% a 33,75% da companhia, percentual que dependerá dos lotes que serão vendidos no mercado.

A apresentação aos investidores, o chamado roadshow, começou ontem, e irá até o dia 13 de dezembro, quando a ação será precificada no âmbito da oferta. A oferta será apenas secundária, ou seja, todo os recursos levantados no IPO irão para o caixa da Petrobras. O lote principal é formado por 291.250.000 ações ordinárias, montante que poderá ser acrescido do lote suplementar, de até 15% do principal, ou 43.687.500 ações. Há ainda o lote adicional, caso haja demanda, de até 20% do lote principal, o que significa até 58.250.000 ações.

As ações da BR serão listadas no Novo Mercado, segmento de mais elevadas práticas de governança corporativa da B3, sob o código BRDT3. A previsão é de que as ações comecem a ser negociadas na B3 no dia 15 de dezembro.

São coordenadores da oferta Citi, Banco do Brasil, Bradesco BBI, Itaú BBA, JPMorgan, Morgan Stanley e Santander. Para o final do ano, são esperados ainda os IPOs do Burger King Brasil e Neoenergia.

A Petrobras realizou ontem o protocolo de documentos relacionados à oferta pública de distribuição secundária de ações ordinárias de emissão da BR Distribuidora, perante a Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A petroleira informou ainda que divulgou ontem o aviso ao mercado e o prospecto preliminar referentes à oferta, a ser realizada no Brasil, em mercado de balcão não organizado, com esforços de colocação das ações no exterior.

O preço de venda das ações será fixado após a apuração do resultado do procedimento de coleta de intenções de investimento junto a investidores institucionais, a ser realizado no Brasil e no exterior, conforme o bookbuilding.

A Petrobras lembrou ainda que a oferta está sujeita à concessão dos registros pela CVM e às condições de mercado. “Este fato relevante tem caráter exclusivamente informativo, nos termos da legislação em vigor, e não deve ser considerado como um anúncio de oferta das ações. Não será realizado nenhum registro da oferta ou das ações em qualquer agência ou órgão regulador do mercado de capitais de qualquer outro país, exceto no Brasil, junto à CVM”, diz o comunicado.

“As ações oferecidas não foram, nem serão registradas nos termos da U.S. Securities Act of 1933, conforme alterada, e não podem ser oferecidas ou vendidas nos Estados Unidos sem o devido registro ou uma isenção de registro aplicável”, acrescenta.

Fonte Oficial: http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/11/economia/597812-ipo-da-br-distribuidora-pode-render-r-7-5-bi.html.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!