Valor >> Dólar tem maior desvalorização semanal em quase três meses

SÃO PAULO  –  O dólar fechou em leve alta nesta sexta-feira (24): 0,29%, para R$ 3,2322, mas nada que impedisse a moeda de registrar a maior desvalorização semanal em dois meses e meio. O movimento ocorreu em sintonia com a fraqueza da divisa americana no exterior, num período de volta do apetite por risco, que garantiu às moedas emergentes a terceira semana consecutiva de ganhos.

Entre segunda e esta sexta-feira, o dólar caiu 0,91%, mais intenso declínio desde a semana finda em 8 de setembro (-1,67%). Em novembro, a cotação recua 1,23%, a caminho da maior desvalorização mensal desde julho (-5,92%). Considerando apenas meses de novembro, o dólar pode fechar com a mais expressiva depreciação desde 2005 (-2,04%).

O bom desempenho do real nos últimos dias se deveu à combinação entre melhora da perspectiva para a reforma da Previdência e mais demanda por risco nos mercados internacionais. 

Apesar da má impressão causada pelo jantar a parlamentares oferecido na quarta-feira (22) pelo presidente Michel Temer, que contou com bem menos presentes que o esperado, a semana se encerra com a sensação de que o governo conseguiu avançar nos esforços de retomar a discussão sobre a reforma.

Sinais de alguma proximidade entre o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o Palácio do Planalto, e sinalizações sobre uma possível reforma ministerial que agrade ao Centrão renovaram expectativas sobre a aprovação de demandas mínimas sobre a reforma da Previdência.

Ainda assim, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, reiterou alerta sobre a duração do cenário favorável a emergentes.

“O momento é de perseverar nas reformas e ajustes, essenciais para crescimento sustentável e baixa inflação”, disse Goldfajn, nesta sexta, em evento em São Paulo.

Fonte Oficial: http://www.valor.com.br/financas/5205839/dolar-tem-maior-desvalorizacao-semanal-em-quase-tres-meses.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!