Dólar registra o menor valor em 5 semanas com foco na Previdência – Valor

SÃO PAULO  –  O dólar começou a última semana de novembro em baixa, atingindo uma mínima de fechamento em cinco semanas. A cotação recuou 0,39%, a R$ 3,2196. 

O real foi uma das poucas moedas emergentes fora da Ásia que se valorizou nesta segunda-feira (27). Os pesos colombiano e chileno lideravam as quedas globais, enquanto o rand sul-africano e a lira turca encabeçavam os ganhos.

Aqui, investidores seguiram atentos ao noticiário associado à reforma da Previdência. Entre as notícias mais comentadas, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse que defenderá “uma agenda reformista de competitividade” caso seja escolhido candidato à Presidência da República. Alckmin deverá ser aclamado nesta segunda-feira candidato único ao comando do PSDB pelos próximos dois anos.

Enquanto isso, o apresentador de TV Luciano Huck confirmou que não concorrerá às eleições de 2018. E o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse ser “viável” votar a reforma da Previdência na Câmara dos Deputados até 6 de dezembro.

O tema eleição vai ganhando espaço nas discussões entre profissionais do mercado. E, para o Morgan Stanley, isso significa o retorno da volatilidade aos mercados domésticos a partir do segundo trimestre.

A elevação da ansiedade com o pleito do ano que vem deve fazer o dólar subir para R$ 3,30 ao término do segundo trimestre e, no fim de setembro, seu valor deve alcançar R$ 3,50. A taxa de R$ 3,50 equivale a uma valorização de 8,7% frente ao patamar de fechamento desta segunda-feira.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!