Receitas de dividendos em outubro somam R$ 82,4 milhões, queda real de 22,2% – Jornal do Comércio

O caixa do governo federal recebeu R$ 82,4 milhões em dividendos pagos pelas empresas estatais em outubro, cifra 22,2% menor do que em igual mês do ano passado, já descontada a inflação. Já no acumulado do ano, as receitas com dividendos somaram R$ 4,832 bilhões, alta real de 195,8% em relação a igual período de 2016.

As receitas com concessões totalizaram R$ 221,3 milhões em outubro, queda real de 9,6% ante outubro de 2016. Nos dez primeiros meses de 2017, essa receita somou R$ 5,183 bilhões, queda real de 76,9% ante igual período do ano passado.

O governo espera receber um reforço na conta de concessões nos últimos dois meses do ano. Segundo o Tesouro, são esperadas receitas de R$ 12 bilhões com o leilão de usinas hidrelétricas em novembro. Em dezembro, são esperados R$ 10 bilhões referentes ao leilão de petróleo e mais R$ 3 bilhões com o pagamento de outorgas de aeroportos.

As despesas sujeitas ao teto de gastos aprovado pela Emenda Constitucional 95 subiram 5,7% de janeiro a outubro deste ano em relação a igual período de 2016, segundo o Tesouro Nacional. Para o ano, o limite de crescimento das despesas do governo é de 7,2%.

Apesar do enquadramento prévio das despesas do governo federal ao teto, alguns poderes e órgãos estão fora dos limites individualizados – todos devem respeitar o limite de gastos. É o caso, por exemplo, do Tribunal de Contas da União (TCU, 8,4%), Justiça do Trabalho (8,2%), Defensoria Pública da União (17,2%) e Ministério Público da União (8,2%).

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!