Dólar passa a subir com briga da Ptax e cautela sobre Previdência e exterior – Jornal do Comércio

Em meio à briga da Ptax, o dólar abriu em queda no mercado doméstico na manhã desta quinta-feira (30) mas passou a subir influenciado pela persistente alta da moeda americana no exterior e pela cautela em meio à incerteza sobre a votação da reforma da Previdência neste ano.

Os investidores “comprados” em dólar se beneficiam com essa alta intraday, mas os “vendidos” também já foram favorecidos pela queda acumulada de 2,18% ante o real em oito das últimas dez sessões. Na quarta-feira, 29, o dólar subiu 0,76%, aos R$ 3,2376, precificando chances menores para a reforma da Previdência e otimismo com o PIB dos Estados Unidos e a possibilidade de votação nesta quinta da reforma tributária no Senado dos EUA.

“O dólar forte lá fora e a indefinição sobre a votação da reforma da Previdência devem ajudar os comprados na briga pela Ptax. É o que está acontecendo por enquanto”, disse o diretor da Correparti Jefferson Rugik.

Às 9h35min desta quinta-feira, o dólar á vista subia 0,32%, aos R$ 3,2478. O dólar futuro de janeiro, mais líquido a partir de hoje, estava em alta de 0,14%, aos R$ 3,2620 no mesmo horário.

No exterior, os contratos futuros de petróleo aceleraram ganhos em meio a relatos sobre o aumento do apoio de membros e não membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) a uma extensão do acordo de corte na produção do cartel.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!