Com valorização do euro e da libra, maioria das Bolsas da Europa fecha em baixa – Jornal do Comércio

Os mercados acionários europeus fecharam majoritariamente em baixa nesta quinta-feira, à medida que euro e libra se fortaleceram, à medida que avançam as negociações da saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit). O índice pan-europeu Stoxx-600 fechou em queda de 0,32% (-1,25 ponto), aos 386,71 pontos.

Apesar de terem avançado durante boa parte do dia devido à inflação abaixo do esperado na zona do euro, as bolsas europeias apagaram os ganhos e fecharam majoritariamente em baixa devido a relatos de que a UE chegou a um acordo financeiro com o Reino Unido em relação ao Brexit. Com base nisso, euro e libra ganharam força, o que não permitiu com que as ações de exportadoras se favorecessem.

No início do dia, a Eurostat informou que o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro subiu 1,5% na comparação anual de novembro, em linha com a expectativa de analistas consultados pela Dow Jones Newswires. Apenas o núcleo do CPI do bloco, que exclui os preços de energia e alimentos, teve alta de 0,9%, repetindo o resultado de outubro, mas vindo aquém da projeção do mercado, de alta de 1%.

Na Espanha, foi divulgado o resultado final do Produto Interno Bruto (PIB), que confirmou o dado preliminar. O país apresentou crescimento de 0,8% na comparação com o segundo trimestre do ano e teve expansão de 3,1% ante o mesmo período do ano passado.

Os efeitos sobre a atividade do país da tentativa de independência da Catalunha, portanto, ainda não apareceram no indicador – novas eleições na comunidade, que teve sua autonomia retirada por Madri, foram marcadas para o mês que vem.

Fechando nas mínimas, o índice FTSE-100, da Bolsa de Londres, caiu 0,90%, aos 7.326,67 pontos; o Ibex-35, de Madri, recuou 0,55%, aos 10.211,00 pontos; e, na Bolsa de Frankfurt, o DAX perdeu 0,29%, aos 13.023,98 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 fechou em baixa de 0,47%, aos 5.372,79 pontos. Destoando dos demais, o PSI-20, de Lisboa, subiu 0,21%, aos 5.363,07 pontos; enquanto o FTSE-Mib, da Bolsa de Milão, avançou 0,19%, aos 22.368,29 pontos. 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!