Confiança do consumidor recua 0,2% em novembro ante outubro, diz CNI – Jornal do Comércio

Após subir 2,7% em outubro, a confiança do consumidor brasileiro recuou 0,2% em novembro em relação a outubro. Em relação ao mesmo mês do ano passado, a confiança recuou 2,1%. De acordo com pesquisa feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) entre os dias 20 e 26 de novembro, o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) ficou em 101 pontos, 6,6% abaixo da média histórica.

“A manutenção do pessimismo do consumidor indica que a recuperação da demanda nos próximos meses tende a ser moderada”, afirma a CNI.

Houve piora nos índices de endividamento, de expectativa de renda e de inflação, enquanto, por outro lado, os indicadores de situação financeira, de expectativa de desemprego e de compras de bens de maior valor registram crescimento.

O índice de endividamento foi o que mais se deteriorou, com queda de 3,1% em relação a outubro e de 6,6% ante novembro de 2016. Já a expectativa de renda pessoal caiu 2,6% ante outubro e 5,4% na comparação anual.

As expectativas para a inflação pioraram 1,2% em relação ao mês anterior e 1,8% na comparação com o mês anterior. Já a expectativa de situação financeira melhorou 0,4% na comparação com outubro, mas caiu 4,8% na comparação anual.

A expectativa de desemprego melhorou 0,6% ante o mês anterior e 2,9% ante novembro de 2016. As expectativas de compra de maior valor, por sua vez, aumentaram 2,6% no mês e 1% no ano.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!