Dados do PIB mostram que recuperação da economia está consolidada, diz Dyogo – Jornal do Comércio

O Ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, também usou o Twitter nesta sexta-feira, 1º de dezembro, para comentar o crescimento de 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre e disse que a expansão em 2017 pode chegar a até 1%. A projeção oficial do governo para a alta do PIB neste ano é de 0,5%.

“Carry-over de 2017 está em 1% e sinaliza que o crescimento deste ano poderá ser de 1%”, destacou Dyogo Oliveira, referindo-se à taxa de carregamento do PIB até setembro.

Para o ministro, o resultado do terceiro trimestre divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que a recuperação da economia está consolidada. Ele citou o crescimento de 4,8% do consumo das famílias e de 6,7% do investimento, no dado anualizado.

“Pela primeira vez após quatro anos, os dois principais componentes da demanda – o consumo das famílias e o investimento – registram crescimento positivo no mesmo trimestre”, ressaltou Dyogo Oliveira. “O consumo das famílias registra também o terceiro trimestre consecutivo de alta, reflexo da recuperação do mercado de trabalho e da massa salarial, além das medidas de estímulo, como a liberação do FGTS”, completou.

Ele ressaltou que a indústria da transformação, as exportações e o comércio também cresceram pelo trimestre consecutivo, o que significa uma expansão gradual e continuada desses setores. “O PIB do terceiro trimestre só não veio melhor porque as importações registraram forte crescimento, o que não deixa de ser boa notícia, pois isso confirma que a economia doméstica está mais aquecida. Esse é mais um sinal de retomada”, avaliou.

Dyogo Oliveira alertou, no entanto, que a trajetória positiva para os próximos trimestres mostra necessidade de aprovação das reformas, principalmente a da Previdência. Segundo ele, as reformas são necessárias para tornar o crescimento sustentável.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!