Acionista da Oi tenta barrar fundo Aurelius – Jornal do Comércio

O fundo Société Mondiale, fundo de Nelson Tanure, deve entregar nesta segunda-feira (4) ao juiz da recuperação judicial da Oi uma petição alertando sobre suposta conduta duvidosa e eventual conflito de interesse do fundo Aurelius, um dos credores da companhia, representado pela G5. De acordo com fontes, a mesma advertência foi feita pelo fundo à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Segundo documento, o Societé Mondiale alega que o Aurelius já é controlador da Nextel e, eventualmente assumindo posição acionária de controle na Oi decorrente da reestruturação da dívida da companhia, haverá um conflito frente à legislação e à regulamentação da Anatel, que proíbe duas empresas de mesmo controlador explorem serviços em uma mesma região.

O Société Mondiale argumenta que a ingerência do Aurelius na Nextel se dá por meio da NII Holdings, controladora da companhia, e na qual seus fundos têm participação de 16,86%.

“O Aurelius se posiciona como credor da Oi, mas tenta movimentar-se para a tomada de controle de modo hostil”, afirmou uma fonte. O resultado esperado pelo Société Mondialie é que, diante de tal fato, o juiz da recuperação judicial venha a considerar abusivo o voto do Aurelius na assembleia de credores.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!