Intenção de consumo das famílias gaúchas tem alta de 16,6% em novembro – Jornal do Comércio

A intenção de consumo das famílias gaúchas teve alta em novembro, crescendo 16,6% sobre o mesmo período de 2016 e alcançando 74,8 pontos. O indicador registrou avanço em todos os componentes, com exceção da avaliação quanto ao emprego atual. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (1º) pela pesquisa Intenção de Consumo das Famílias (ICF) da Fecomércio-RS.

Em nota, a entidade informou que, apesar de o processo de recuperação na intenção de consumo ter se estabilizado, ainda é prematuro afirmar que este ciclo tenha se encerrado, já que a percepção das famílias em relação à renda e ao nível de consumo permanece em trajetória ascendente.

“Apesar da recuperação do mercado de trabalho, a intenção de consumo das famílias deverá atingir níveis otimistas quando houver uma retomada na geração de postos de trabalhos formais”, afirma o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. O indicador que mede a situação do emprego atual registrou 103,2 pontos em novembro, mantendo-se em nível otimista pelo décimo mês seguido, mas fechandoem queda de 2,4% na comparação com novembro de 2016.

O resultado otimista, segundo a pesquisa, se deve mais à contratação de temporários do que com uma recuperação mais robusta do mercado de trabalho. Ainda no âmbito do mercado de trabalho, o componente sobre a situação de renda atual cresceu 18,9% na comparação interanual . Aos 77,2 pontos, a melhora na percepção foi puxada principalmente pelo baixo nível da inflação.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!