Fiergs prevê crescimento de 0,7% no PIB brasileiro em 2017 – Jornal do Comércio

Após duas fortes quedas consecutivas do PIB nas temporada de 2015 (-3,5%) e 2016 (-3,6%), a economia apresenta os primeiros resultados positivos em 2017. A expectativa de crescimento para este ano é de 0,7%, segundo levantamento da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs).

“Precisamos de fontes de financiamento que estão um pouco deprimidas, e o governo ainda insiste em querer de volta o dinheiro do Bndes, que é de RS$ 130 bilhões da dívida com o Tesouro Nacional. Para o setor industrial, são muito importantes as linhas de crédito do Bndes”, disse o presidente da entidade, Gilberto Porcello Petry.

Petry também aponta que o episódio do empresário Joesley Batista em delação contra o presidente Michel Temer retardou a retomada da confiança no cenário local.

As indústrias de construção e transformação foram as que mais sofreram com o baixo rendimento ao longo de 2017. Por outro lado, a agricultura foi o único setor de destaque este ano, por conta da safra de grãos recorde.

Após 11 trimestres consecutivos de perdas, com uma queda acumulada de 8,2%, o PIB brasileiro voltou a crescer nos últimos dois trimestres. “O PIB de 2014 só deverá ser retomado em 2020, e o da indústria, em 2021, ainda deve ser inferior ao pico de 2013”, afirmou o economista-chefe da Fiergs, André Francisco Nunes de Nunes.

Outro fator que implica em retomada foi dado pela inflação. A previsão é a de que o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) feche em 3,1% em 2017 e em 4,1% em 2018, o que viabiliza a manutenção dos juros em patamares baixos.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!