Estado deve fechar o ano com alta de 13,41% nas vendas do varejo – Jornal do Comércio

Depois de três anos seguidos de estagnação e queda intensa, as vendas do varejo gaúcho devem fechar 2017 com crescimento de 13,41%. A estimativa é da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS), que alerta que, apesar de elevado, o percentual não reverte a queda de consumo dos anos anteriores.

A entidade aponta como dado positivo o desempenho do PIB gaúcho referente ao comércio, que cresceu 8,31% no ano. A expectativa é de que o PIB gaúcho total deva subir 0,45%. Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (7), em coletiva na sede da FCDL-RS, em Porto Alegre (RS).

Na avaliação do presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, a liberação das contas inativas do FGTS, os bons números da safra agrícola e a queda da Selic contribuíram para a retomada do crescimento das vendas.

Outro dado positivo que demonstra a melhora no setor é o aumento na abertura de lojas no Rio Grande do Sul, com 99.328 estabelecimentos em funcionamento atualmente. Ao final de 2016, o número de lojas era de 99.307. Em novembro e dezembro, a contratação de profissionais temporários fez com que o emprego do comércio varejista feche o ano com crescimento de 1,05%. A tendência é de que a alta se mantenha em 2018.

Entre os cenários negativos, no entanto, a entidade aponta que apesar da redução da Selic, os juros continuarão elevados para o investimento e consumo. O presidente da FCDL-RS também destaca a inadimplência, que ainda está acima de patamares satisfatórios, repercutindo em dificuldades adicionais de crédito para as pessoas físicas.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!