Movimento no varejo cresce 1% em novembro, diz Serasa – Jornal do Comércio

O movimento dos consumidores nas lojas do País cresceu 1,0% em novembro em relação a outubro, já dessazonalizado. Também houve avanço (6,4%) na comparação com o penúltimo mês de 2016, sem ajuste sazonal, de acordo com a Serasa Experian. De janeiro a novembro deste ano, a atividade varejista mostra crescimento de 0,8%.

A Black Friday – promoções antecipadas de Natal -, o avanço do crédito, o alívio inflacionário e a retomada da renda e do emprego impulsionaram o movimento no comércio, conforme a Serasa.

De seis segmentos que compõem o indicador, quatro apresentaram crescimento em novembro no confronto com outubro, sendo a liderança ocupada por supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (2,3%). A categoria de móveis, eletroeletrônicos e informática apresentou incremento de 1,2%, enquanto a de tecidos, vestuário, calçados e acessórios subiu 1,0% e a de material de construção teve expansão de 0,5% no período. 

O segmento de combustíveis e lubrificantes e o de veículos, motos e peças, por sua vez, registraram quedas de 0,9% e de 0,2%, respectivamente. O setor de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas foi o único a ter alta (0,8%) no acumulado de janeiro a novembro. Já o segmento de material de construção registrou a maior queda, de 14,6%, no acumulado deste ano.

A segunda maior retração, de 11,4%, foi observada no movimento de consumidores nas lojas de tecidos, vestuário, calçados e acessórios. Houve recuos ainda no segmento de combustíveis e lubrificantes (-9,4%), no de móveis, eletroeletrônicos e informática (-8,8%) e nas lojas de veículos, motos e peças (-8,3%).

 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!