Apex Brasil estuda parceria com CNPq – Jornal do Comércio

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil) estuda uma parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para levar capacitação técnica aos empreendedores nos estados. A informação é de Roberto Jaguaribe, presidente da Apex, que fez hoje (7) um balanço da atuação da agência de fomento em 2017.

Segundo Jaguaribe, atualmente a atuação da Apex cobre 1.313 municípios em 16 estados. Ele ressaltou que em geral a Apex procura o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) e as federações industriais locais como parceiros nos estados e municípios. O CNPq, entretanto, entraria como uma entidade destinada a fornecer qualificação às empresas.

“Nossa pretensão é atuar na totalidade dos estados. A parceria que estamos buscando é com o CNPq. O CNPq, através de seus programas de extensão, vai trazer um braço adicional para que a gente possa incluir todos os estados”, afirmou o presidente. Ele disse, no entanto, que ainda não foi fixado um prazo para o anúncio da parceria. “Eu gostaria que fosse já no ano que vem, mas não colocamos como meta ainda”.

De acordo com números divulgados pela Apex, de US$ 183,5 bilhões exportados pelo Brasil de janeiro a outubro deste ano, US$ 51,6 bilhões, ou 28,1%, vieram de empresas apoiadas pela agência de fomento. Os principais destinos foram China, Estados Unidos e Argentina.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!