B3 prevê integração após fusão finalizada até término de 2018 – Jornal do Comércio

A integração que está em curso da B3, por conta da fusão entre BM&FBovespa e Cetip, deverá estar finalizada até o fim do próximo ano, exceto os data centers que eram detidos por ambas as companhias, cuja integração deverá demandar mais tempo, disse o vice-presidente de Finanças e de Relações com Investidores da B3, Daniel Sonder.

O executivo afirmou que hoje aproximadamente 50% da integração já foi realizada, lembrando que a fusão foi aprovada pelo Cade no fim de março. Em relação à meta de atingir sinergias de R$ 100 milhões ao ano em um prazo de três anos, a percepção neste momento é de que ela seja atingida em um prazo menor, disse. Sonder explicou que essa sinergia será repassada aos clientes.

Sonder reiterou que a empresa está trabalhando em sua desalavancagem, que hoje está em 2,2 vezes e tem perspectiva de cair para 1 vez até o fim de 2019. Nesse meio tempo, mas sempre com foco na redução da dívida, a empresa seguirá distribuindo proventos.

O presidente da B3, Gilson Finkelsztain, disse que a companhia recebeu muito apoio e confiança do mercado após a fusão e que a empresa quer retribuir com melhoria da qualidade do serviço. O executivo explicou que a empresa, por exemplo, trabalha em um novo modelo comercial.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!