Fundos acumulam patrimônio de R$ 4,1 trilhões – Jornal do Comércio

A indústria de fundos atingiu o patrimônio líquido de R$ 4,1 trilhões este ano, refletindo uma captação recorde no acumulado até novembro, de R$ 232 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Em 2016, no mesmo período, a indústria de fundos captou R$ 95,2 bilhões. Segundo Carlos Ambrósio, diretor da associação, a queda na taxa do juro contribuiu para essa captação recorde na base histórica.

As captações líquidas dos fundos devem seguir em patamares elevados no ano que vem, com investidores focados, provavelmente, em ativos de maior valor agregado, previu Ambrósio. “No entanto, não consigo prever se haverá outro recorde, como em 2017, no volume captado pela indústria”, disse.

Segundo José Eduardo Laloni, também diretor da Anbima, as captações por emissão de títulos de dívida no mercado externo devem seguir fortes em 2018, ao longo do primeiro semestre, dada as condições atuais favoráveis, o que inclui elevação gradual do juro nos EUA. Até novembro foram emitidos US$ 28,4 bilhões em bônus no exterior, alta de 40% ante o mesmo período de 2016. Laloni notou que este é o maior montante desde 2014, quando foram captados US$ 45,5 bilhões no exterior.

 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!