Incerteza com Previdência faz dólar rondar R$ 3,30 – Valor

SÃO PAULO  –  O dólar encerrou a instável semana no mercado brasileiro com a maior alta para o período em mais de um mês. A valorização acumulada de 1,19% refletiu uma maior procura por proteção diante dos riscos de a reforma da Previdência não ser levada a voto ainda neste ano.

Nesta sexta-feira, o dólar comercial ganhou 0,24%, a R$ 3,2950. O desempenho deixou o real com a terceira pior performance no dia, contrastando fortemente com alguns de seus pares, como lira turca (0,6%) e rand sul-africano (0,5%).

Após uma semana repleta de declarações de figuras centrais nas negociações em torno da reforma, as atenções ao longo deste fim de semana se voltam para o PSDB, que realiza sua convenção nacional no sábado, em Brasília. Há expectativa de que os tucanos definam se apoiam ou não o projeto de mudança das regras previdenciárias. Mas o próprio futuro presidente do partido, o potencial presidenciável Geraldo Alckmin (SP), demonstrou dias atrás pouca confiança num fechamento de questão em prol da reforma.

Na máxima do dia, o dólar foi a R$ 3,3110, em alta de 0,73%. Segundo um profissional de tesouraria de um grande banco estrangeiro, a sensibilidade maior do real parece já ser fruto da queda do custo do “hedge” cambial, após o corte de 725 pontos-base da Selic desde o ano passado, para a mínima recorde de 7% ao ano.

Fonte Oficial: Valor.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!