Bitcoin começa a ser negociado no mercado futuro dos EUA – Jornal do Comércio

O bitcoin, moeda digital que existe à margem de bancos centrais, começou ontem a ser negociado no mercado futuro dos Estados Unidos, um marco na aceitação da chamada criptomoeda como ativo financeiro – embora críticos afirmem que ele não passa de uma bolha prestes a estourar. O lançamento no mercado futuro dos EUA acontece em meio a uma forte valorização da moeda, que saltou de US$ 996 para US$ 15.600 neste ano.

Os contratos futuros em bitcoins começaram a ser oferecidos no domingo na Chicago Board Options Exchange (Cboe), uma das principais bolsas de futuros e opções dos Estados Unidos. O começo gerou tanto tráfego que deixou o site da Cboe sem acesso nos primeiros 20 minutos. Em sua estreia no mercado financeiro internacional, a moeda virtual fechou em US$ 18.010 por unidade.

Os futuros que serão negociados na CBOE não envolverão bitcoins em si, mas, sim, a cotação da moeda digital na Gemini, uma corretora de bitcoins.

Futuros são um tipo de contrato muito comum no mercado de commodities, no qual vendedor e comprador fecham um valor para a entrega de um determinado item em uma data futura. Em 18 de dezembro, a maior plataforma mundial para esse tipo de contrato, a CME, também de Chicago, negociará futuros de bitcoins baseados no preço de várias corretoras da moeda. No ano que vem, o bitcoin deve chegar ao mercado futuro da Nasdaq. “É uma legitimação do bitcoin como um tipo de ativo”, declarou Daniel Masters, presidente da Global Advisor, que tem um fundo de investimento dedicado à criptomoeda.

O presidente da CBOE, Ed Tilly, afirmou que os futuros serão uma importante ferramenta de proteção dos investidores contra a flutuação do bitcoin.

 

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!