Dólar sobe ante rivais à espera do Fed e com reforma tributária no radar – Jornal do Comércio

O dólar avançou ante outras moedas principais nesta terça-feira, 12, com os investidores aguardando a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e reagindo positivamente à perspectiva de aprovação da reforma tributária nos Estados Unidos.

No fim da tarde em Nova Iorque, o euro recuava para US$ 1,1743 e a libra caía para US$ 1,3318. Em relação ao iene, o dólar se manteve praticamente estável, caindo levemente para 113,52 ienes.

Comentários do vice-líder republicano no Senado, John Cornyn (Texas), de que deputados e senadores da sigla poderiam chegar a um acordo sobre a versão final do plano tributário apoiaram o avanço do dólar nesta terça-feira na comparação com outras moedas principais. Nas últimas semanas, a divisa americana já vinha em movimento de valorização, após Câmara e Senado aprovarem versões preliminares da reforma tributária.

Os congressistas republicanos estão trabalhando para concluir uma ampla reforma no sistema de impostos americano até sexta-feira, para que o projeto seja votado na semana que vem na Câmara e no Senado. Assim, a medida seria encaminhada para a sanção do presidente dos EUA, Donald Trump, antes do Natal.

Além disso, os investidores esperam pela reunião de política monetária do Fed. É esperado que o banco central americano eleve as taxas de juros nesta quarta-feira, mas o foco estará nas projeções econômicas e dos juros para 2018. Analistas acreditam que a economia pode obter maior impulso caso a reforma tributária seja aprovada nos EUA e pretendem ver possíveis comentários da presidente do Fed, Janet Yellen, sobre o assunto.

“O dólar pode continuar o movimento de alta nesta semana, a menos que a declaração do Fed seja catastrófica”, disseram analistas do Scotiabank em nota a clientes.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!