Dow Jones e S&P 500 renovam recordes, com otimismo sobre reforma tributária – Jornal do Comércio

Os mercados acionários americanos fecharam sem direção única nesta terça-feira, 12, à medida que os investidores esperam pela decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e digerem informações de Washington sobre a reforma tributária nos Estados Unidos.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,49%, aos 24.505,36 pontos e o S&P 500 avançou 0,16%, aos 2.664,15 pontos, com os dois renovando máximas históricas de fechamento. O Nasdaq destoou dos demais e encerrou o dia em baixa de 0,19%, aos 6.862,32 pontos.

Os comentários do vice-líder republicano no Senado, John Cornyn (Texas), de que deputados e senadores da sigla poderiam chegar a um acordo sobre a versão final do plano tributário movimentaram os mercados nesta terça-feira e fizeram os investidores continuarem indo às compras. Papéis de bancos foram os mais procurados e, no dia, o Goldman Sachs apresentou salto de 3,02%, o Morgan Stanley subiu 2,05% e o Wells Fargo ganhou 2,48%. O setor financeiro do S&P 500 apresentou valorização de 1,02%.

Nas últimas semanas, os bancos têm acumulado ganhos, com os republicanos trabalhando para concluir uma ampla reforma no sistema de impostos dos EUA até o fim desta semana, para que o projeto seja votado na semana que vem na Câmara e no Senado. Assim, a medida seria encaminhada para a sanção do presidente americano, Donald Trump, antes do Natal.

“Tudo hoje se resumiu à política”, afirmou o gerente de portfólio sênior do U.S. Bank Private Wealth Management, Eric Wiegand. No entanto, ele ponderou que os mercados devem acompanhar “o que a presidente do Fed, Janet Yellen, pode dizer em sua última coletiva de imprensa, e qualquer visão em frente sobre a economia americana”. Uma alta nas taxas de juros pelo Fed é dada como certa nesta quarta-feira.

Outro segmento a chamar atenção no dia foi o de telecomunicações (+2,80%), que foi impulsionado pelo anúncio da Verizon (+2,60%) sobre um acordo para transmitir jogos da Liga de Futebol norte-americano (NFL, na sigla em inglês).

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!