EPE revisa PIB do Plano da Operação Energética de 0,5% para 1,0% – Exame

A entidade destaca o desempenho positivo do consumo das famílias e a interrupção do ciclo de queda da formação bruta de capital fixo na margem

access_time 12 dez 2017, 18h07

Rio – A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) elevou em dezembro de 0,5% para 1,0% a previsão do Produto Interno Bruto (PIB) utilizado nos cálculos do Plano da Operação Energética (PEN) 2022.

A entidade explica a elevação em 2017 pela recuperação da economia brasileira, confirmada no terceiro trimestre, com destaque para o desempenho positivo do consumo das famílias e a interrupção do ciclo de queda da formação bruta de capital fixo na margem.

As projeções acompanham a percepção do mercado , que em média preveem alta de 0,9% para o PIB em 2017, após revisão da alta de 0,3% projetada em julho deste ano.

Participaram da pesquisa as instituições Bradesco, Itaú, Focus, Tendências, IBRE-FGV, Santander, MB Associados e Bacen. Para 2018, a média do mercado é de crescimento de 2,8%, ante 2,3% da previsão anterior.

A melhora da economia deve refletir também em um melhor desempenho em 2018, destaca a EPE, que elevou de 2,0% para 2,6% o crescimento da economia no ano que vem.

A entidade observa, porém, que alguns pontos positivos e negativos ainda rondam as expectativas com a economia.

Entre os pontos positivos a EPE destaca os bons resultados da economia mundial; a política monetária contribuindo para os aumento de investimentos, assim como no consumo das famílias. Entre os pontos negativos a EPE cita a possibilidade de alta do risco Brasil por conta das eleições presidenciais; o risco de aumento de inflação puxado pelos alimentos; e o fato que o desemprego, mesmo com uma taxa menor do que neste ano, continuará em patamar elevado.

Ainda do lado negativo, a EPE lembra que os dados primários estão deteriorados e, apesar de os juros terem diminuído, a dívida continua a subir. A empresa afirma também que uma situação fiscal delicada pode prejudicar a melhoria no prêmio de risco do país.

O Plano da Operação Energética – PEN tem como objetivo apresentar as avaliações das condições de atendimento ao mercado previsto de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional (SIN) para o horizonte do planejamento da operação energética, cinco anos à frente, subsidiando assim o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico – CMSE.

Para o período 2018-2022, a EPE prevê alta média do PIB de 2,7%, o mesmo porcentual obtido na média do mercado.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!