Ibovespa e dólar sobem à espera por Previdência – Jornal do Comércio

A valorização de ativos no mercado externo foi essencial para a leve alta do Índice Bovespa ontem, que avançou 0,09%, aos 72.800 pontos. Já a indefinição em torno da reforma da Previdência manteve-se como fator de volatilidade. O compasso de espera imposto pelo cenário político indefinido também se refletiu no reduzido volume de negócios, que somou R$ 6,883 bilhões.

As altas do petróleo, dos metais e das bolsas de Nova Iorque ajudaram a dar sustentação ao Ibovespa por toda a tarde, ao impulsionar papéis específicos, como Vale ON ( 0,79%) e Petrobras (0,50% na ON e 0,20% na PN). Entre as ações que compõem o Ibovespa, as do setor siderúrgico estiveram entre os maiores destaques. Os papéis acompanharam outras empresas sensíveis a commodities metálicas pelo mundo e também refletiram a notícia de que Usiminas e CSN negociam reajuste nos preços do aço. Usiminas PNA subiu 3,23% e foi a maior alta do índice hoje. CSN ON avançou 1,63%.

Depois de renovar sucessivas máximas durante a tarde, o dólar perdeu força perto do fechamento. O dólar à vista fechou em alta de 0,12%, a R$ 3,2999. O giro foi de US$ 699,570 milhões.

Fonte Oficial: Jornal do Comércio.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!